Buscar
  • Astênio Araújo

Os Axiomas da Energia #5

AXIOMA # 05 – FECHAR PORTAS PRESERVA ENERGIA

"Há dois tipos de pessoas: As que fazem as coisas, e as que dizem que fizeram as coisas. Tente ficar no primeiro tipo. Há menos competição". (Indira Ghandi)

“Desistir é uma solução permanente para um problema temporário.”

(James MacArthur.)

“É preciso muito tempo para tornar-se jovem.”

(Pablo Picasso).

No início dos anos 2000, a Rede Globo de Televisão apresentou, em seu programa Globo Reporter, uma matéria sobre longevidade. Nesta matéria, de uma hora de duração, foram mostradas pessoas com idades acima de oitenta anos que, a despeito do tempo, mantinham-se em forte atividade. Algumas, inclusive, dedicavam-se ao trabalho com cargas horarias acima de oito horas. Uma imagem, particularmente, ficou marcada em minha memória: uma senhora de noventa e cinco anos que adorava dirigir velozmente o seu fusquinha.

Como fonte para toda esta energia, médicos entrevistados recomendavam cuidados como: boa alimentação, leitura, atividades físicas e dormir bem. Estes ingredientes eram fundamentais para o envelhecimento cheio de disposição e livres das doenças, comuns aos idosos, como cardiopatias, artrites, diabetes e problemas de pressão.

Em um determinado momento, fazendo um pouco de mistério, o reporter anunciou que, além da prescrição convencional, uma outra atitude era decisiva para a boa longevidade. Em seguida, ele apareceu em prédio, com um longo conjunto de salas, que aparentava ser um museu, cheio de portas por todos os lados. Ato contínuo, ele começou a caminhar em direção à câmera, que se encontrava a uns vinte metros de distância. Para cada sala que percorria, aos sair desta, ele fechava a porta por onde havia acabado de passar. Uma dezena de portas fechadas depois, o reporter olha direto para a câmera, que o focava em “close”, e fala:

- Este é o segredo. Fechar as portas por onde passar. Não deixe portas abertas para trás.

Fez-se um silêncio de cinco segundos, que pareceu uma hora. Quando eu já me ponha a imaginar uns três ou quatro cenários para a “metáfora”, meus pensamentos foram interrompidos pela narrativa do reporter.

- Os médicos geriatras que acompanham estas pessoas descobriram, através de entrevistas, que elas possuem um padrão de comportamento. Um modelo mental comum. Elas nunca deixam um assunto para trás “em aberto”, sem tê-los resolvido. Cada situação é aberta e fechada. Eles não voltam “três salas” atrás para fechar a porta que esqueceram, ou para dar uma solução à aquela questão “mal-resolvida”.

- Cuidado!, continou o reporter, as portas deixadas abertas roubam toda a sua energia. Então, você adoece e morre cêdo!, exclamou ele no final.

Naquela noite, pensei muito sobre o assunto, e esta é uma metáfora que guardo para toda a vida.

Fechar portas significa terminar um trabalho que se começou; mas também significa decidir não terminá-lo, e simplesmente encerrar o assunto. É liberar espaço na memória e dar o fato por concluído.

Encerrá-los também significa tomar uma decisão, mesmo que esta não seja a melhor, em vez de ficar “pensando” durante vários meses, e até anos, sem chegar a um desfecho. É tomar partido, em vez de ficar em cima do muro.

Fechar portas é como faz o soldado na guerra, que ao perceber que a perna ferida não tem salvação, manda cortá-la, mesmo sem anestesia, e segue em frente, antes que esta contamine todo o resto do corpo.

É imprescindível que acabemos com as questões pendentes, antes que estas acabem conosco. Procuro fechar todas as minhas portas, mesmo que seja com esparadrapo, ou amarrando com um cordãozinho de nylon.


0 visualização

CLIQUE AQUI PARA NOS MANDAR UMA MENSAGEM

Inovai Consultoria Empresarial Ltda.

(84) 3211-3414 

WhatsApp: (84) 99921-9899

Rua Ipanguaçu, 1123,Tirol 

Natal/RN - Brazil

CEP 12345-678

e-mail: astenio.araujo@inovai.com.br

Instagram: @inovaiconsultoria

WhatsApp: +55 84 99921 9899

© Inovai Consultoria Empresarial Ltda.